outubro 8, 2015 -

Por Felipe Andrei

Ô mizifi, tá chegano mais uma dica de deck! E hoje o Pai Felipe vai mostrá pra assuncê como baxá o caboclo e saí distribuíno dano com Clarividência, traquitana mágica, vê o futuro do adversário e manipulá a partida a seu favor. Pra isso, o Pai vai precisá da seguinte colaboração pra fazê o despacho:

 

Personagens (26)
3x Dr. Estranho
3x Feitceira Escarlate
3x Selene
3x Nico Minoru
3x Vampira
2x Jaqueta Amarela
3x Homem-Formiga
3x Pyro
3x Cassandra Nova

Cenários (10)
1x Invasão Secreta
1x Convocar Reforços
3x Investigar Ruínas
3x Retirada Estratégica
2x Estudos Místicos

Habilidades (24)
1x Livro de Vishanti
1x Manto de Levitação
1x Olho de Agamotto
3x Adaga Psíquica
3x Algemas de Krakkan
3x Influenciar o Futuro
3x Ventos de Watoomb
3x Ensinamento Místico
3x Invasão Etérea
3x Chamas de Faltine

 

Esse deck é muito divertido de jogar, bem competitivo e basicamente atua de 3 modos distintos: controle, defesa e ataque, utilizando a Clarividência para manipular o jogo do adversário e eliminar seus personagens.

No modo controle, você vai manipular os cards do deck do oponente com Influenciar o Futuro, incapacitar e neutralizar personagens com Algemas de Krakkan e Cassandra Nova, anular ações-chave com os efeitos do Jaqueta Amarela, Homem-Formiga e Vampira, e causar dano massivo com Chamas de Faltine e Invasão Etérea, revelados na Clarividência. Para isso, é extremamente importante uma abertura de mesa consistente, com ao menos 2 personagens com Magia e algum item mágico, especialmente o Olho de Agamotto (para comprar cards sempre) e o Livro de Vishanti (para dar Magia para aquele Formigão ou Jaqueta que precisou anular uma Investigação Silenciosa do oponente no primeiro turno, mas entrou em cena com cards de Magia que ele não usa), ou ainda montar uma Cassandra Nova turbo. Influenciar o Futuro é um card importante para controlar o topo do deck do oponente, tombar personagens caso ele não possua nenhum em cena e mandar as habilidades para a base, ou fazê-lo comprar habilidades.

Já no modo defesa, o objetivo é conter as ações dos personagens do oponente, comprando e revelando o máximo possível de cards com a Clarividência para causar dano com Chamas e Invasão, reembaralhando constantemente o deck depois com Investigar Ruínas e Nico Minoru e utilizando Ensinamentos Místicos, que busca itens mágicos e habilidades-chave do deck com a máxima eficiência, já que custa zero e ainda faz Clarividência.

Mas vamos supor que deu tudo errado e o oponente colocou em cena um exército de personagens, ou entraram Pyros e Treinadores Alvejando Comparsas regados a passeios no Microverso, com dano pra tudo quanto é lado, e os seus pobres magos foram dizimados. Aí entra o terceiro modo de jogo: ataque. Você pode deixar cards tombarem na contagem regressiva e esperar a melhor hora para voltar ao jogo com as Adagas Psíquicas, podendo colocar personagens em cena causando dano, descarregar as Adagas com os itens mágicos e colocar outro personagem em cena novamente com as mesmas Adagas. Vale lembrar que um Pyro com Olho de Agamotto e 3 Adagas + Retirada Estratégica causam 10 de dano só ao entrar em cena. Ainda é possível fazer a evolução absurdamente destruidora desta jogada acrescentando Selene à mistura, para duplicar Pyros ou Cassandras Novas. E você sempre pode retrancar com Vampira, Cassandra e um Dr.Estranho com escudo absurdo.

Não notei deficiências evidentes contra algum deck específico, ele é bem eficiente contra qualquer tipo. Não perde automaticamente de nenhum, e sempre é equilibrado em suas partidas, além de usar a carta Influenciar o Futuro, que tem efeito semelhante a decks de Despedaçar a Realidade – ou seja, obriga o oponente a jogar imediatamente, sob pena de, em poucos turnos, não conseguir mais reagir. Porém, como usa muito cartas reveladas na Clarivdência, depende também de uma boa dose de sorte, mas essa é justamente a diversão do deck.

E agora que o trabalho foi realizado e seus caminhos foram abertos, o Pai Felipe Andrei se despede de todos vocês, pedindo que deixem suas opiniões, sugestões e xingamentos aqui, sem nem cobrar consulta. Saravá! 😀

  • Jaaairo

    Genial Felipe!

    • Raquel Gariani

      tou vendo vc querendo roubar o meu Dr Estranho.

  • Lucas De Almeida Matos

    Com certeza eh legal, mas enquanto eu souber como anular jaqueta e formiga, isso não adianta pra nada. Te vejo no Battle Royal pra provar.

    • Lucas De Almeida Matos

      So pra constar, o seu eh o melhor Deck de magia q vi até hoje, só não acho ele competitivo o suficiente.

      • Guilherme D’Antona

        Com Pyro, Cassandra, Jaqueta e Formiga não dá nem pra chamar de Deck de Magia.. kkk e exatamente por isso acho o deck bem competitivo!

        • Lucas De Almeida Matos

          Não usa portal. Sem portal eu rio de pyro, sem colecionar eu rio de qualquer tipo de impeto, adagas 1 de dano? Kkkkk leva
          aí um dos meus ultrons se vc conseguir. Esse deck não chega nem perto de bater em alguém no competitivo. Não controla nada. O meta hoje compra mais cartas do que da pra ele controlar do topo. Vide tecnoassalto q consegue comprar até 3 cartas sem nem usar a ação.
          Cassandra eh forte mas eh 3/1 tão fácil de tirar q dou até risada. E como eu disse acima, sei parar jaqueta e formiga. Não vou tomar eles com 100% de certeza.

          • Tony Soprano

            E eu rio da sua imbecilidade e arrogância, melhor jogador de BS de todos os tempos.

          • Lucas De Almeida Matos

            Não estou sendo imbecil. Estou falando os motivos pelo qual eu não acho o Deck competitivo. Aqui eu acho q ainda cada um pode falar o q quer, apesar da má educação imperar aqui. Eu pelo menos uso argumentos, vcs usam do bullying.
            Infelizmente não sou tão bom jogador quanto queria e se eu q nem sou tão bom consigo achar brechas, inda mais os que são realmente bons jogadores.

          • Lucas De Almeida Matos

            Vamos pensar num turno atual do Deck de impeto. Ele joga ali pelo turno 6 com pelo menos 20 cartas no recurso.
            Portal pyro com olho e uma adaga 3 de dano. Senhor das estrelas busca nave, nave que busca água estelar. Senhor das estrelas investiga, nave causa 1 de dano. Águia entra com concentrar, capacita a do turno, usa a acao dele e da 2 de dano enquanto a nave causa 1. Pyro usa a acao dele casando 3 de dano. 10 de dano e coloquei apenas 12 pontos no campo. Usando uma retirada mantenho a nave ou o senhir das estrelas e espero vc colocar mais 5 pontos na mesa. Pronto acabou meu turno e vc esta encurralado. Se vc responder ao investigar, mesmo assim a ação existe. E mesmo q vc pare 2 de 3 ações o mínimo de dano q eu vou dar eh 5 de dano q já eh o suficiente pra tirar mta coisa do campo. Com retirada e descendo starboard de novo posso buscar um rocket racoon ainda é aumentar ainda mais o dano. Jaqueta e formiga pode parar 2 ações. Mas quero ver parar 4 ou parar o dano de adagas.
            Esse deck aí em cima não eh competitivo e provavelmente ganha do seu.

          • Gabriel Pereira

            Legal disso que a nave vai dar o dano mesmo que a ação seja bloqueada pelo formiga e/ou jaqueta.
            Pq a ação apenas perde o efeito, mas ela acontece mesmo assim.

          • Lucas De Almeida Matos

            Por algum tempo foi o q fazia o diferencial no meu Deck. Agora preciso pensar em alguma coisas novas pra poder jogar.

          • Guilherme D’Antona

            com 3x formigas e 2x jaquetas vc acha mesmo que vai entrar com Águia com concentrar e bater com o Pyro tão fácil?!?!

            Uma abertura possível do deck: Investigar, Estranho, Influenciar e Olho e Feiticeira, algemas ou ensinamentos.

            Com base no seu deck no Data Base vc teria que esperar p ir p jogo, ai Influenciar ia te atrapalhar bastante….
            Qual deck ganharia não tem como afirmar, mas continuo achando que da jogo (ex: 15×12)

          • Lucas De Almeida Matos

            Qual Deck? Eu fiz uma lista bem péssima chamada ultron POD. Mas qualquer Deck com pelo menos 1 elástico na mão consegue ganhar de vc. Se vc tem lido meus posts, o q duvido, já te falei q jaqueta e formiga não são problemas. E pro Deck de pyro adagas não tem mto o q fazer quando eu te falei o pior dos combos. Capitão louco ou motoqueiro fantasma tb te causa alguns problemas. Mas como diz o pessoal, que venha o battle Royal.

          • Lucas De Almeida Matos

            Ah sim observação, eu sou jogador de turno 1.

          • Guilherme D’Antona

            esse de Ultron achei que era zueira mesmo, nem considerei. Falei do “Pink” mesmo.

          • Lucas De Almeida Matos

            Eu só joguei com 3 decks até hoje competitivamente. O resto eh zueira. Joguei de pikachu, guardiões e Ultron. Não sei qual eh esse Deck Pink kkkk

          • Lucas De Almeida Matos

            Agora sim eu vi o Deck Pink. Esse eh o Deck da coleção passada. Não atualizei ele.

          • Lucas De Almeida Matos

            Eu penseis q vc disse do 15 X 12. O mais provável eh q seja 15×14 pq eu zôo bastante com os personagens. Eh comum eu foder os amiguinhos pelo draw.

          • Gabriel Pereira

            Nossa eu sei muito pouco mesmo de BS.
            comoque tecnoassalto compra 3 cards? No card só diz que pode comprar 2. Como que compra a terceira?

          • Guilherme Saiz

            ja pensou se o Tecno entrar no lugar de um Resgate Enroscado??

          • Gabriel Pereira

            Ai sim =)

            Tecnalidades,mas o tecnoassalto comprou 2 e o efeito do resgate comprou 1 =)
            hehehe

          • Guilherme Saiz

            ele disse q comprava 3 e n q faria o efeito do tecno comprar 3 😉

          • Lucas De Almeida Matos

            Continua sendo um draw 3 sem ação kkk q eh o q importa pelo menos naquele instante rs.

          • Gabriel Pereira

            Sim com certeza !!! Estava brincando só =)
            Uma pena que não vou conseguir ir no battle royal
            Estava curioso para ver os tipos de decks da galera.

          • Lucas De Almeida Matos

            No Facebook eu comecei uma discussão sobre combos q a galera faz. Tem bastante coisa interessante lá.

          • Guilherme D’Antona

            ta rindo bastantante hein…. acho que já temos o dono do escudo do capitão!!!

          • Lucas De Almeida Matos

            De decks mal estruturados eu rio. No caso por ser o meta do controle e o Deck dele não ter algo q pare controle como joia ou não ter nada q pare o ímpeto agressivo, eu posso rir. E eu não estou indo pelo escudo, como já disse nesse post, sou bem ruim perto do q existe e por isso mesmo digo q se o Deck nao ganha do meu, inda mais dos competitivos.

        • Guilherme Saiz

          Só por usar cartas fortes não torna o deck competitivo, joguei em IC com um deck de irmandade q usava personagens q ninguém usava e tive bons resultados, sem falar q esse deck apresenta uma série de problemas e diversos setores, não consegue entrar rápido e mesmo entrando rápido n tem tanta qualidade assim pq n vai conseguir manipular o topo de forma rápida, a capacidade de draw n é muita entre outras coisas, um deck bom e divertido, mas as cartas brilhosas n o tornam competitivo

          • Guilherme D’Antona

            Não só por ser “brilhosas”. Continuo achando competitivo – não estou falando que é o melhor deck e que ganhará campeonatos. Se vc não acha, sem problemas, já deixou registrado aqui sua opinião.

  • Guilherme D’Antona

    Felipe, nos seus testes não sentiu falta de Cidade Fantasma ou Câmara Neutralizadora ???

    Em
    campeonato eu colocaria pelo menos mais uma Invasão e Universo
    Paralelo pois usando esses personagens acho que iria esbarrar em mirror em todas as partidas….

    show o deck e a temática do Terreiro!

    • Felipe Andrei

      Obrigado, Guilherme!

      Não senti falta dessas cartas que você citou. Pra falar a verdade, Câmara Neutralizadora é muito boa, mas não gosto muito de usa-la.

      Quanto às substituições, os decks que posto são as versões definitivas que mais gostei do desempenho aqui no nosso metagame, mas são apenas base para discussão. Cada um muda o que quiser, baseado no metagame de onde joga e nas cartas que tem, o importante é jogar e se divertir, competitivamente ou não.

      • Lucas De Almeida Matos

        Nisso eu concordo. Cada um joga da forma q quiser. Só q no Battle Royal q veremos de verdade em q lugar eh mais “pegada” a competição.

  • José Silva

    O deck eh bom, na vdd, a base de personagens eh mt boa, mas eu mudaria algumas coisas pra potencializar o homem formiga e o jaqueta e dar uma versatilidade pro deck com voo e genialidade, assim como o uso obrigatório da da joia do tempo jh que o deck usa muito pouco as ações de imprevisto e realmente, camara neutralizadora e campo eletromagnetico fazem muita diferença ai, 3 investigar ruinas eh d+, nico procura os itens magicos suave sozinha e colocaria 1 rompante mistico, que querendo ou n fazem um estrago danado… me deu uma boa base para voltar a usar magia, já que joguei quase 1 ano com um deck de magia e telecinesia.

    • Lucas De Almeida Matos

      Uso da joia obrigatória eh um fato inquestionável rs

  • Guilherme Saiz

    Pergunta: Como vc resolve o problema caso caia as Invasões Etéreas e as Chamas de Faltine??

    • Lucas De Almeida Matos

      Ele perde kkkkk. Assim q ele resolve.

    • Felipe Andrei

      Como o deck abre e joga rápido, é muito difícil cairem todas nos recursos. Mas se os personagens forem nocauteados e começarem a tombar dezenas de cartas e todas se perderem, não vai fazer diferença ; provavelmente estarei morto. : )

      • Guilherme Saiz

        perdão mas n vi mtas aberturas de jogo boas e consistentes nesse deck, sem falar q a chance de abrir com uma quantidade de habilidades suficientes para suprir os personagens, responder e agredir é mto baixa e sem corretores ficou meio estranho

  • Edvaldo

    Debates acalorados entre os posts de BS…..
    Bom, acredito que o competitivo é importante para qualquer card game sobreviver, para dar um up e valorizar o metagame, seja ele de magic, BS, Yugi oh, Pokemon, etc, porem não podemos esquecer do for fun, da diversão proporcionada, no caso do BS, de vc poder montar um deck com os seus personagens favoritos ou montar um deck conforme filiação, para se divertir, conhecer as possibilidades e mesmo que vc perca ou vença, que isso não seja o fim do mundo ou um divisor de quem é melhor ou pior. Fica a dica para os amigos de BS, competitivo é bom, o Battle Royal ta ai praticamente, mas nunca deixe de se divertir em primeiro lugar.
    Abraço a todos.

    • Rannier

      Concordo 100% com vc. Seu comentário me fez lembrar um texto da Clarice Linspector: “Das Vantagens de Ser Bobo”. Contextualizando, o competidor fica nervoso antes, durante e as vezes até depois do jogo. O for fun, com decks malucos, só diversão. O marketing da competição não é difícil fazer e traz o público-alvo facilmente. É realmente é importante. Mas como promover partidas divertidas e descompromissadas que são justamente as que podem atrair players ocasionais? … Talvez este seja o papel de Crystal Fantasy… : /

      • LJohnson

        O mais divrtido é o inicio do post do Pai Felipe. Dá vontade de rir toda vez que eu leio, kkkkkk.