setembro 30, 2016 -

fullbannerprodutos_dracula

Fala, galera do Battle Scenes, estou de volta mais uma vez para uma coluna um pouco diferente desta vez, que será na verdade um misto de minhas colunas tradicionais, a Dica de Deck, os Arquivos Secretos e um merchandising pra Copag: vou falar sobre o mais novo lançamento de Battle Scenes, a imperdível Battle Box – Criaturas Noturnas.

Claro que muitos já vão dizer “ah, mas é óbvio que ele vai falar super bem dessa Battle Box, só pra Copag vender mais”, mas a verdade é que essa Battle Box é realmente um produto diferenciado de muita qualidade, e tem uma longa e conturbada história de planejamento. Digo isso com toda certeza porque, como playtester, tive participação direta na criação das cartas, e afirmo que ela é um excelente produto não porque sou obrigado a dizer, mas sim porque a planejamos para ser assim. Toda a equipe envolvida no Battle Scenes, desde a criação até a manufatura do produto final e marketing, é composta de pessoas apaixonadas pelo que fazem e pelo jogo, e o produto final que vocês veem é aquilo que nos deu mais satisfação. Então, a cada nova coleção lançada, queremos que todo jogador sinta a novidade, inovação e carinho pelos personagens que sentimos durante toda a criação e testes; nada é feito de forma “matada”, e olha que tem card games por aí que a criação sequer joga o jogo.

Bom, agora vamos falar da trajetória desta Battle Box. Como todos já sabem, a não ser que estivessem presos na Lava-Jato, ela introduz uma característica nova no jogo: Predador. O conceito de Predador foi criado para designar todo tipo de personagens, criaturas, aberrações, monstros, caçadores e assassinos, sejam de natureza mística, selvagem ou mutante, que caçam e se alimentam de energias, essência vital ou qualquer insumo que lhe dê sustento extraído de outros seres. São criaturas em sua maioria da noite, de natureza maléfica, mas há muitas em que a bondade prevalece. A característica Predador será muito explorada na próxima série, sendo Blade e Drácula os aperitivos para o que virá. Por isso a importância dela, na introdução dessa característica e para os jogadores irem se preparando e montando estratégias imaginando o que virá a seguir.

Originalmente, os personagens Predadores iriam estrear uma série de Battle Scenes como destaque, com Blade e Drácula estampando as capas dos decks pré-construídos. Mas houve uma série de problemas técnicos e de criação dos cards dos personagens, como, por exemplo, na obtenção de imagens, demandando tempo demais que acabaram por inviabilizar o seu lançamento. Como tudo é planejado com antecedência, em seu lugar, foi lançada a série Ascensão e Queda, e a ideia foi arquivada. Mas era tão boa e as cartas do Blade e Drácula estavam tão bonitas e bem desenvolvidas que apenas uma Battle Box, como a dos Illuminati, poderia traze-las com todo o glamour como foram pensadas. Particularmente, considero os cards dela os mais bonitos já lançados em BS. Foi criada a Tumba de Drácula, que originalmente era um cenário, e virou um suporte na versão definitiva, buscando dar mais qualidade de jogo ao Box, e voilá, estava pronto um produto de qualidade inquestionável.

Feito o merchan e dada a aula de história, vamos falar das cartas.

Blade é o típico personagem antecipador e batedor, mas tem uma característica tática interessante: pode ajudar um time de Predadores entrando em cena após a ação de um deles, e ainda dar uma porrada com sua ação com Prontidão; ou pode anular uma ação de um Predador contra um personagem seu, descendo a lenha no meliante ainda. Sua ação hoje pode não parecer grande coisa, mas quando saírem os outros cards de Predadores, vocês verão como ele é um matador de Predadores, mais mortal ainda se for usado com sua versão antiga carregada nele.

Drácula é um personagem extremamente tático que fornece a outro Predador a capacidade de dar uma “dentada” quando for alvo de outros personagens. Sua ação é um dano sempre bem colocado, e que ajuda a capacitar outros Predadores. Some-se a isso a capacidade de sempre carregar cards quando causar dano nas suas presas e configuração 4/2 com regeneração; em resumo, é aquele personagem chato difícil de matar, que fica pentelhando quase toda a partida.

Ambos tem a nova característica Predador, com função tanto defensiva quanto de controle. Defensiva porque permite que você regenere cards perdidos do personagem quando ele causar dano através de uma ação. Controladora de mesa se o card carregado for um card como Planos de Infiltração, Suborno, e tantos outros que disparem um efeito quando carregados em um personagem que prejudique o oponente, dê vantagem de cards ou possibilite combos. Só um lembrete: a ação precisa causar dano para o Predador ser ativado, não é apenas usa-la.

A Tumba de Drácula é um dos melhores suportes do jogo. Por apenas 2 recursos, tranca um personagem do oponente, o impossibilitando de usar ações. Parece frágil, mas bem colocado é um grande transtorno para o oponente, e geralmente é esquecido e se transforma num Fantasminha Camarada do Espaço. Com 2 Predadores então, vira uma Cassandra com Câmara Neutralizadora; não precisa dizer mais nada.

Para demonstrar um pouco da capacidade dos cards, montei este deck abaixo, onde o grande destaque são justamente os 3 cards, com 3 cópias de cada.

deckbladedracula

Vejam só essa jogadinha que podemos fazer usando essas cartas em conjunto neste deck.

Temos em cena um Drácula em 2 com 1 Reestruturação Muscular. Nos recursos, 1 Cubo Cósmico, 2 Planos de Infiltração, 1 Tática Cortante, 1 Agressão Xenófoba, e 2 Reestruturação Muscular, 1 Jóia do Infinito – Alma, e outros cards quaisquer. Na mão, 1 Blade e 1 Tumba do Drácula. Na antecipação do oponente, usamos a ação do Drácula, causamos 2 de dano, carregamos os Planos de Infiltração no Drácula, e buscamos 1 Blade no deck. Ao usar a ação do Drácula, colocamos em cena o Blade, carregado com Cubo Cósmico, Tática Cortante, Agressão Xenófoba e Planos de Infiltração, buscando mais um Blade no deck. Usamos a ação do Blade com Prontidão, e damos mais 3 de dano, ou 5 se for um personagem com Predador, e carregamos a Jóia do Infinito – Alma do Predador no Blade. Digamos que o oponente conseguiu carregar após o combate uma Jóia do Infinito – Tempo em algum personagem.

Nosso turno. Compramos, e baixamos o cenário Frenesi de Batalha. Baixamos a Tumba no personagem com a Jóia do Tempo, e por termos o Blade e o Drácula em cena, anulamos o texto dele. Usamos a Jóia da Alma, compramos 1 card, capacitamos o Blade a 2 descartando os 2 Blades, usamos Tática e Agressão com Cubo dando 6 penetrantes, e carregamos 2 cards a mais no Blade. Descartamos 1 card ainda para capacitar o Blade. Usamos a Reestruturação no Drácula para pegar a Tática do Blade, carregamos outra Reestruturação no Drácula, e mais um card no Blade. Com a outra Reestruturação, pegamos a Agressão do Blade, carregamos a terceira Reestrutração, e pegamos o Cubo. Capacitamos a do turno no Drácula, e causamos mais 6 penetrantes na Preparação, carregando mais 2 cards no Drácula. E ainda podemos usar no combate a ação do Blade, causando mais 3 ou 5 de dano normais. Resumindo: de 1 personagem quase morto, conseguimos deixa-los gigantes, anulamos um personagem do oponente, causamos 12 danos penetrantes na Preparação, e 8 danos normais em 2 turnos. Isso é só pra ter uma ideia do potencial deles nos decks certos.

Considero ainda a Battle Box um ótimo investimento para jogadores novatos, que muitas vezes conseguem algumas Ultras ou Supers que não usarão, e podem trocar em valor com outros jogadores por uma Box. Assim, conseguem 3 ótimos cards, podem conseguir ainda várias Ultras e Supers novas nos 7 boosters da Box, e ainda conseguir um bom volume de cards para montar decks.

E vamos ficando por aqui. Escreva aí o que achou da Battle Box – Criaturas Noturnas, e o que estão esperando da próxima série e dos novos Predadores. E muito cuidado ao sair à noite – a bandidagem no Brasil anda pior que o Drácula.

Tag: , , ,
  • Daniel Feitosa

    Essa lista tem a dica dos personagens que vão vir como predador na próxima coleção é? Hmmmm…

    E assim como uma lista de Regeneração, tbm acredito que haja espaço pra um deck de Lâminas ou usando Lâminas como tutor pra se usar Blade e Drácula juntos. :3

    • Gabriel Pereira

      Tomara que sim =)
      Ainda ha esperança para os mutantes no final das contas

    • Gustavo Mattar Ultra-Raro BSGM

      Ômega Vermelho seria um predador…será que teremos mutantes novamente?

  • Gustavo Gurgel

    Eu sei que é apenas uma lista inicial, mas ela tem muitas falhas…
    1- Capacitação – o deck se capacita pouco, ou quase nada. Acaba sofrendo pra suborno e não volta pra antecipar. Nem shuriken tem (que custa 0). Quebra molas é até legal, mas se o oponente conseguir inutilizar… E nem vamos falar de máquina de bloqueio mental (já que não tem gerador pem aí);
    2- Não tem joia do tempo, jaqueta ou formiga. Em suma: vc vai assistir seu oponente jogar na fase de preparação sem fazer nada. Não tem nem entrincheirados pra evitar dano na preparação;
    3- Nada que troque cenário… Se tomar um fogo cruzado ou parede holográfica, ferrou;
    4- o deck compra pouco… Se valer só de suborno ou dois planos de infiltração é muito pouco pra fazer o deck rodar… Se pegar um deck de herói, então… Subornar os próprios personagens com pouca capacitação é pedir pra perder o jogo;
    5- Se perder no dado e o oponente tiver uma abertura rápida, farelo. Se tiver joia do tempo, então, suas agressões xenófobas e táticas cortantes serão praticamente inúteis…

    Imprimi umas próteses e tenho testado uma ideia constantemente com esse deck. Atualmente estou vendo alternativas pra fugir de suborno… Mas enfim, essas são minhas críticas.
    Abraços

  • Andre Cristiano da Cunha

    “Ao usar a ação do Drácula, colocamos em cena o Blade, carregado com Cubo Cósmico, Tática Cortante, Agressão Xenófoba e Planos de Infiltração, buscando mais um Blade no deck. Usamos a ação do Blade com Prontidão, e damos mais 3 de dano, ou 5 se for um personagem com Predador” – Ai eu pergunto que personagem eu estaria visando com o ataque do Blade que o meu oponente controla e que tenha “Predador”? afinal já que controlo o Dracula e agora o Blade meu oponente não poderia estar controlando nenhuma das únicas cartas com a habilidade mencionada, ou seja, no momento esse argumento “não funciona”.
    É visível a tentativa tanto da Copag quanto da equipe de produção em tentar justificar um produto fraco para os dias atuais e que busca apenas arrecadar dinheiro em cima de jogadores que fantasiam estrategias alternativas para o dia do BR2016, não estou dizendo que essas cartas nunca verão jogo, Dracula é o melhor exemplo disso (Já Blade, mesmo projetando um cenário futuro ainda parece uma piada de mau gosto), oque estou dizendo é que esse produto é FRACO e não se justifica a não ser que seja para a empresa lucrar em cima de jogadores, os jogares deveriam para de engolir esses produtos antes que vire um “cancer” para esse card game que ainda “engatinha” perto de da sua concorrência (A qual o BS poderia se inspirar e vez de apenas querer se comparar com superioridade, coisa que no momento ainda está muito longe de acontecer), enfim, escrevi um comentário sobre cada carta no Review do Canal “The game of card” e como elas NÃO são oque estão vendendo, se ouver interresse por parte de quem estiver lendo até aqui, da uma passada no video (https://www.youtube.com/watch?v=rLKUELV9l90)e leia com mais detalhes, oque não pode é os jogadores aceitarem um produto que se compara erroneamente a caixa dos iluminatis, quando não é.

    • Andre Cristiano da Cunha

      Puro “achismo” e especulação, essas cartas não são boas atualmente (exceto o suporte q deve ver jogo imediatamente), Dracula é uma carta fraca que pode vir a ser bom mediante a lançamentos futuros, ou seja é uma carta totalmente dependente, e oque é pior, dependente de um arquétipo que não existe no jogo (Dracula hj não), já o blade é uma verdadeira piada, alem de ter um custo alto para ser colocado como “surpresa” na partida, tem um ataque totalmente fraco, que só é bom contra o Dracula que supostamente deveria estar no mesmo deck que ele, então ao menos que vc esteja buscando uma alto destruição ele não é uma carta viável, fora o fato de “depender” de talvez se, vc tiver o Blade “V1” e possa dar mais dano em um personagem (Patético). O suporte é a unica coisa realmente interessante da caixa, uma pena ela estar junto de um produto tão desinteressante, facilmente verá jogo em vários decks e concerteza ira garantir muitas vitorias no BR2016, novamente digo que é uma pena ela estar nesse produto vergonhoso.
      Quanto ao produto em si, acredito que seja apenas uma jogada “caça niqueis” vindo por total interesse em ganhar dinheiro em cima dos atuais jogadores e que acham que esse pode ser um produto do mesmo nível da caixa “ilimunati”, esse produto está muito longe de ser oque alguns jogadores estão achando, fora o fato de até o momento que escrevo essa postagem não haver anuncio oficial da COPAG, apenas anúncios em paginas “amigas”, oque levanta suspeitas sobre quem tem mais interesse em lançar esse produto. Até agora não sei quais coleções de boosters estarão inclusas nessa caixa e por tanto não sou capaz de calcular para saber qual valor estarei “pagando” em cada carta.
      Gostaria de concluir dizendo que se vc pensa em comprar esse produto, leia atentamente cada “texto fixo”, e pense se esses dois D6 valem tanto assim.

      • Tony Soprano

        Tem que aparecer um coitado do PSTU anti-capitalismo sempre. Deve ser mais um da turma da mortadela da Dilma. Não gostou, não compra, cara.

      • André, tudo bem? Certamente não pensamos no desenvolvimento deste produto como um “caça-níquel”. Muito pelo contrário. A quantidade que produzimos deste box é muito menor que as demais.

        Aguarde a próxima coleção ser divulgada, e você vai entender como esses cards serão importantes no jogo. Mais que isso, o quanto é divertido jogar com os personagens Predadores.

        • Andre Cristiano da Cunha

          Fico feliz em saber q o produto em questão terá suporte adequado, porem infelizmente não pude deixar de demonstrar o meu descontentamento, diante desse produto, e achei por melhor estar passando este “feedback” para os responsáveis pelo desenvolvimento do jogo. Boa tarde.

          • Perfeito, feedback recebido e repassado para toda a equipe desenvolvedora. Tínhamos visto seu comentário no vídeo do Kleber, e ficamos chateados com o impacto que a Box te causou. Ainda assim reforçamos: aguarde o lançamento da próxima coleção, e jogue com/contra os Predadores. Temos certeza que você vai curtir muito!

  • Edu C Avelar

    Vou fugir um pouco do assunto battle box predadores aqui, por que teve algo que me chamou a atenção nesse texto foi o trecho: “e olha que tem card games por aí que a criação sequer joga o jogo”.

    Eu fico é muito decepcionado de saber como que com tantos testes que vocês fazem, e ainda assim soltam um deck como os Inumanos? Pra que serve esse play teste de vocês????

    Meu, vcs controlaram bem os Ultrons com o cenário e a habilidade anomalias expostas, mas fizeram um deck tão overpower quanto os ultrons, se não for ser mais, que são os inumanos. O deck é ridiculo de forte. São tantas as apelações que não sei nem por onde começar. Deck desequilibrado demais.

    O deck é dificil de tomar dano (medusa, karnak, maximus – esse último, é mais ridiculos de forte, só ele faz 4 draws no minimo sozinho por turno), da um dano absurdo (karnak e raio negro matam qualquer um), incapacita muito (só com amarras e medusa já zeram 2 personagens) e não são incapacitados (medusa, cristalys e quebra-mola), tutora tudo (raio negro é uma mistura de alto revolucionário com o mystério, já que ele pode usar o texto já no turno em que entra) e convocar reforços e já tem a mesa feita logo no primeiro turno.

    E as coisas que entram no deck, como capitão universo e enfermeira completam pra o deck realmente ter tudo. Não vou nem comentar a máquina de bloqueio, que por mim sinceramente, essa carta já deveria estar banida faz tempo. “Winter orb” do BS.

    Resumindo: O deck, compra, incapacita, capacita, busca, antecipa, bate penetrante, protege de dano, etc…. O DECK FAZ TUDO. Se eles fazem tudo isso ai na batalha infinita, coitado de quem for se atrever no tribal contra eles.

    Esse deck me fez até perder a vontade de jogar BS. É muito roubado.

    • Edu, tudo bem? Nos preocupamos muito com o equilíbrio do jogo. Apesar de ser uma afiliação muito boa, certamente os Inumanos não são imbatíveis, e possuem suas próprias fraquezas e desvantagens.

      • Daniel Feitosa

        Se não fosse tão difícil e baseado na sorte counterar eles, até ficaria tranquilo. :T

    • Tony Soprano

      Edu, eu também achava o mesmo que você, mas depois aqui na minha região, comecei a ver que a coisa não é bem assim. O deck realmente é muito forte, mas ele tem sérias deficiências, e por aqui está levando ferro direto, perdendo para quase todos os outros decks.
      O ponto fraco dele são as antecipações, incapacitar os personagens nem que seja em 1 e eliminar a Medusa e a Crystalis. Cartas que acabam com ele são Ignorar Fracotes, Momento de Hesitação e uma mesa que antecipa com bastante dano. Não desista! Logo verá que eles tem queixo de vidro, embora, claro, sejam um deck muito forte.

  • Yuri Bittencourt

    Gostei muito da ideia da Battle Box! Trazer personagens bons e interessantes e que não são queridinhos do universo cinematográfico (mesmo existindo a trilogia do Blade) foi excelente. A ideia da palavra predador é ótima, porém com essa nova mecânica não vejo motivos para se lançar habilidades de regeneração que causem dano o q não me fatisfez, pois os Predadores irão se regenerar mediante sua passiva. Espero termos algumas novas versões de personagens com a palavra Predador e fico ansioso pela próxima coleção. Certamente usarei decks focados em Predador. Essa BB me satisfez mais que a Illuminati, vlw Copag

  • Lucas Ricardo Nascimento

    “O conceito de Predador foi criado para designar todo tipo de personagens, criaturas, aberrações, monstros, caçadores e assassinos, sejam de natureza mística, selvagem ou mutante, que caçam e se alimentam de energias, essência vital ou qualquer insumo que lhe dê sustento extraído de outros seres.”

    E tinha gente pedindo Wolverine com Predador.

    Amo esse jogo, e ver essas evoluções só me deixam mais feliz. Mas infelizmente o jogo tem um, pelo menos pra mim, probleminha: os melhores decks parecem necessitar das cartas de maior raridade do jogo. Parece impossível fazer uma decklist forte com poucas cartas foil. Outra coisa que me incomoda é a presença de praticamente as mesmas cartas em praticamente todos os decks do metagame. Claro que agora com a rotatividade isso vai diminuir. Mas ainda assim…

    Espero grande evolução no futuro. Vislumbro isso até.